Estabeleça objectivos que possa atingir

DestaqueDicas

Para conseguir alcançar os seus objectivos, sejam eles quais forem, é importante perceber porque os quer atingir.

Ninguém muda para o resta da vida se não acreditar que é mesmo importante para si. Se for pelos outros, essa mudança é momentânea e transitória e não é isso que pretendemos.

É fundamental criar objectivos de perda de peso adequados para si e para o seu corpo. Dessa forma, a probabilidade de êxito será muito maior. Terá mais facilidade em atingir a sua meta e, mais importante de tudo, terá mais facilidade em manter depois o peso.

A mudança que decidir fazer deve estar de acordo com aquilo em que acredita e deverá fazer com que se sinta melhor e não devem ser para agradar a outras pessoas. Assim, algumas pessoas tentam perder ou ganhar peso para agradar ao companheiro, aos pais ou a outra pessoa, mas isso não vai resultar. Sempre que estiverem numa situação mais complicada acabam por desistir e sentir-se culpados., frustrados porque desiludiram as outras pessoas. Os comportamentos que alterar devem ser aqueles que sente que o farão sentir melhor e mais felizes.

Outro aspectos importante é perceber se este é o momento adequado para fazer as suas alterações de comportamento alimentar e de actividade física. Isso requer alguma da sua energia, do seu foco e da sua atenção e caso esteja a passar por um período difícil, a mudança poderá estar condenada ao fracasso. Isto chama-se “prontidão para a mudança”. É importante estar preparado para mudar. Caso não seja o momento adequado, possivelmente começará com entusiasmo, mas esse entusiasmo acabará rapidamente quando surgir a primeira dificuldade. Somos todos assi, não é só você…

É frequente ouvirmos dizer que é quase impossível, que no caso de quem quer emagrecer, mesmo que perca peso voltará a ganhar esse peso. No entanto, existem muitas histórias de sucesso.

Nos Estados Unidos da América, há um estudo – com o nome Registo Nacional de Controlo de Peso – sobre os comportamentos adoptados pelas pessoas que já perderam peso e não recuperaram. Curiosamente, quase todos os participantes desse registo, que são aproximadamente 6000, referem que, habitualmente, tomam um bom pequeno-almoço em casa. Pois é isso mesmo que deverá fazer, independentemente de ter ou não peso a perder.