10 comportamentos que ajudarão a eliminar a fome emocional

DestaqueDicas
  1. Faça um bom fraccionamento alimentar

Uma questão fisiológica como a fome, pode promover um comportamento de compulsão alimentar. Se passar muitas horas sem comer, o seu nível de açúcar sanguíneo diminuirá e as suas compulsões começam. Pode evitar a compulsão alimentar causada pela fome fazendo pequenas refeições de três em três horas. Os frutos secos, a fruta, os ovos cozidos ou as barras proteicas são bons exemplos de snacks que poderá transportar consigo e que oe deixam mais saciado.

 

  1. Coma proteína

Para ajudar a defender das compulsões alimentares, deve selecionar alimentos ricos em proteínas, é mais saciante. A proteína ajuda a controlar os níveis sanguíneos de açúcar, ajudando a controlar a fome. Os alimentos ricos em proteína fazem libertar algumas substâncias que promovem a saciedade. Os ovos, o fiambre de peru, de frango ou o queijo são boas opções proteicas.

 

  1. Afaste as compulsões por comida

A desidratação (pouca água no organismo) pode causar compulsão por alimentos salgados. A solução é simples, beba mais água. Um copo de 200ml de água fresca pode ajudar a sentir-se cheio e afastar-se da comida. Por vezes, aquilo que parece ser uma compulsão por comida nada mais é do que sede. É importante saciar a sua sede e assim mantém a compulsão controlada. Faça-se acompanhar, sempre, de uma garrafa de água para facilitar o processo de hidratação e com isso a sua compulsividade por comida.

 

  1. Descubra uma distracção

Quando a compulsão e motivada por questões psicológicas, está a preencher uma necessidade diferente da forma fisiológica. A forma de combater a compulsão causada pelo aborrecimento, ansiedade ou outra emoção é arranjando uma atividade que o mantenha entretido e que afastem os pensamentos sobre comida. Telefone a um amigo, faça uma visita a um centro comercial ou uma visita virtual nas tuas lojas preferidas online. Faça atividade física, veja um filme ou leia um livro que o entusiasme.

 

  1. Masque uma pastilha elástica

Sim, a pastilha elástica poderá ajudar a afastar o pensamento da comida. Alguns estudos recentes parecem demonstrar que a pastilha elástica pode reduzir a compulsão por doces e por outros alimentos calóricos. Se procurar uma pastilha elástica, certifique-se que essa pastilha não tem açúcar nem calorias.

 

  1. Procure uma actividade que lhe dê prazer

Nada nos dá mais satisfação e preenchimento do que sentir prazer verdadeiro numa determinada atividade. Nesse momento ninguém pensa em comida. É importante perceber o que lhe dá prazer, aquilo com que verdadeiramente se identifica. Nem sempre é fácil saber aquilo que nos dá muito prazer, mas acabará por encontrar a atividade que o deixará preenchido. Isso é muito importante para que consiga controlar a sua compulsão. Quanto mais tempo da sua vida essa atividade o ocupar, melhor será para si. Estas atividades são uma forma de se preocupar consigo, de cuidar de si e de se admirar.

 

  1. Lava os dentes depois de comer

Curiosamente a lavagem dos dentes depois de comer um snack doce ou salgado pode ajudar a parar de comer. Algumas vezes, o facto de ficar com o sabor dos alimentos na língua e na boca faz ter vontade de continuar a comer, pois mantém a memória activa em relação àqueles alimentos. Se esfregar os dentes com uma pasta de mentol, bem como a língua, esse sabor desaparecerá e com ele a memoria relativa ao sabor dos alimentos que acabou de ingerir.

 

  1. A Primavera em acção

Se sente que não consegue sossegar sem o gelado de chocolate que está no frigorifico, ou que o pacote de bolachas não lhe sai da cabeça, saia porta fora… vá apanhar sol. O sol é um dos melhores remédios para a compulsão. Um passeio ao ar livre pode ser francamente revigorante, calmante e protege-o dos alimentos calóricos. Caso esteja a chover, suba e desça as escadas do seu prédio até se sentir mais tranquilo. Assim, mais do que acumular calorias, acaba por gastar.

 

  1. Reabitue o seu palato

Alguns investigadores sugerem que algumas pessoas se podem viciar em alimentos muito refinados (muito processados, sem fibras) como o pão branco, massa branca, arroz branco ou açúcar. Quanto mais os ingerir, mais vontade tem de os ingerir. Deve quebrar este ciclo. A primeira coisa a fazer é eliminar estes alimentos da sua dieta. No início vai ser muito complicado, vai parecer-lhe impossível, mas não é. Após esta primeira fase mais difícil, já não terá tanta tendência para os ingerir, podendo até parecer-lhe enjoativos. O segundo passo é incluir alimentos com mais fibra na sua dieta alimentar, ou seja, alimentos não refinados. As nozes, o feijão, os legumes, as frutas e outros produtos integrais são bons exemplos deste tipo de alimentos. Lembre-se, as fibras fazem-no sentir mais saciado, são ótimas para a sua digestão e fazem com que o seu intestino funcione todos os dias.

 

  1. Evite os alimentos açucarados para sempre

Quando voltar aos açucares refinados (como é evidente, não poderá passar toda a sua vida sem ingerir um doce), assegura-se o faz de forma prudente. Atenção, muitos alimentos que à partida não parecem conter açúcar, como as bolachas de água e sal ou alguns cereais de pequeno-almoço, comportam-se no nosso organismo como o açúcar e por isso é muito importante aprender a ler os rótulos e dosear a quantidade de hidratos de carbono, sem fibra, que ingere. Caso não o faça, terá tendências para se viciar novamente. A melhor forma de o fazer será subtraír os gramas de fibra aos gramas totais de hidratos de carbono, e os que tiverem a menor diferença são aqueles que deve comprar. Os hidratos de carbono que sobram dessa diferença são os hidratos de carbono líquidos e são precisamente esses que deve ingerir em menor quantidade. No fundo, esta estratégia ajuda-o a ingerir mais fibra, menos açúcar, a ficar mais saciado e acima de tudo a eliminar a compulsão e vicio por doces. Ajuda-o a controlar o seu peso!